contain  multitudes
budismosobre mimtraduçãoartigoslivrosmúsicapatronagemagendamapa do site
Home > Budismo > Artigos > Perguntas & Respostas > 7.4. Práticas avançadas

7.4. Práticas avançadas

Uma forma de autoliberação das aflições mentais é "olhando" para elas quando surgem e reconhecendo a vacuidade? Esse observador que olha para as aflições existe até que ponto da prática?

Ah, essas práticas avançadas eu não entendo. Você precisa perguntar isso a um professor qualificado.

No veículo superior absolutamente tudo é acolhido como prática? Qualquer conteúdo mental, seja ele aflitivo ou não?

Sim. Nada, absolutamente nada, é desperdiçado. Mas isso não significa se entregar a aflições mentais, bem pelo contrário. Na medida que elas surgem, elas são autoliberadas. Isso significa que a energia delas, por si só, as esgota. E é por isso que se trata do veículo superior, que exige praticantes quase-budas, de acúmen inigualável.

O que é dzogchen?

É a redução de "dzogpa chenpo", a "grande perfeição" ou "grande completude", que é tanto o resultado do caminho budista como um conjunto de métodos rápidos (diretos) de reconhecer, estabilizar e expressar esse resultado. A essência da prática é o guru ioga, como no vajrayana.

O dzogchen é para praticantes quase-budas, de acúmen inigualável?

Isso, o vajrayana como um todo também. Imagine que mesmo um praticante da forma mais externa e inferior de tantra está no máximo a 17 vidas da iluminação, enquanto que um praticante do mahayana vai levar 3 grandes kalpas, cada um com centenas de renascimentos....

Por outro lado, você não precisa guardar nenhum tipo de preconceito quanto a si mesmo. Se você tem o mérito, ele se manifesta, aí você não precisa dizer “ah, eu não sou um quase-buda, isso não é para mim”.

Onde reside a diferença entre mahamudra e dzogchen? No método?

Em termos do fruto, a realização dos dois corpos, mahayana, vajrayana, mahamudra e dzogchen são a mesma coisa. Em termos do método é que se diferencia. E é um assunto complicado, eu nem ouso tentar entender essas coisas.

O que é Rigpa?

Rigpa é a natureza essencial da mente: livre, criativa e compassiva. É o que resta quando marigpa (avidia, delusão, ignorância) se dissipa.

Poderia explicar o que é o corpo de arco íris?

Um tipo de realização na qual o corpo desaparece, se dissolve em luz, no momento da morte.

Retorne ao índice. Envie suas perguntas, correções e sugestões para padma.dorje@gmail.com. Última alteração em 2015-06-29 06:17:34.




Some content is available in English.

Se você vê mérito nos tópicos tratados, divulgue — comente e partilhe nas redes sociais. É uma prática de generosidade que ajuda na minha própria prática de generosidade de produzir e disponibilizar esse conteúdo. Outras formas de ajudar.



Ao clicar no curtir/like acima você curte o site todo, para curtir o conteúdo especifico, procure pelo botão ao final do texto.



autor

tzal.org é produzido por Padma Dorje.

e-mail

@pdorje on twitter

perfil no Facebook







patronagem


Banco do Brasil (001)
ag 3.252-2 cc 23.017-0


Banrisul (041)
ag 0100 cc 35.220.185.0-6



direitos
todo conteúdo, design e programação por Eduardo Pinheiro, 2003-2017 (exceto onde esteja explicitamente indicado de outra forma)
Licença Creative Commons

Esta obra é licenciada com a Creative Commons Atribuição: Uso não comercial, compartilhamento pela mesma licença 3.0 Unported License

Por favor, quando divulgar algo deste site, evite copiar o conteúdo todo de um texto; escolha um trecho de um ou dois parágrafos e coloque um link. O material aqui é revisado constantemente, e páginas repetidas na internet perdem ranking perante o Google (a sua e a minha).