contain  multitudes  •  por  Padma  Dorje  •  fundado  em  2003
contain  multitudes
Home > Budismo > Traduções > Aspiração

Aspiração

Aspire não meramente compreender o dharma intelectualmente, mas entender com base na vivência.

Aspire corporificar a bodichita última e relativa, de forma que você não atraia e magnetize os seres sencientes apenas por sua beleza física, conhecimentos e influência política.

Aspire criar conexões com as pessoas — mesmo com aquelas que não vejam mais que um lampejo de sua camiseta de colorido brilhante numa multidão — de forma que isso resulte numa semente do darma em suas mentes.

Aspire que seu corpo, sua conduta, suas ideias e pensamentos, que todas essas coisas, de uma forma ou de outra, se tornem benéficas para os seres sencientes. Por exemplo, caso eu tenha uma vontade repentina de saber como está o mercado de ações, aspiro que esse pensamento mundano amadureça numa manifestação benéfica.

Aspire nunca renascer na família de um bilionário, já que uma circunstância desse tipo implicará em você ter apenas uma visão cor-de-rosa do mundo, algo que o privará da riqueza da compreensão do darma.

Ao mesmo tempo, aspire se tornar Presidente dos Estados Unidos, ou da China ou da Rússia, de forma que você possa beneficiar os seres sencientes de forma hábil, com os poderes que tal posto lhe proporcionarão.

Aspire se tornar uma prostituta numa zona de baixa prostituição de uma grande cidade, e que a bodichita nasça na mente de qualquer um que entre em contato com você.

Aspire praticar o darma de forma completa e total, e reze para que não fique sempre esperando a hora certa de começar a a praticar. Quando tiver tempo, vá para um lugar silencioso e pratique.

Aspire nunca postergar a prática daquilo que você já sabe apenas porque deseja obter mais conhecimento intelectual do darma.

Aspire passar pela experiência da tristeza.

Sempre aspire tomar a direção certa, por mais ignorante que você seja.

Reze para que, quando você correr atrás de desejos frívolos, o objeto do seu desejo o conduza para o benefício dos seres sencientes.

Quando perder a paciência com os outros, que você sinta vergonha de seu comportamento e obtenha alguma realização.

Quando você se sentir deprimido, que a própria depressão seja a causa do reconhecimento da verdade.

E, mais importante do que tudo, sempre aspire seguir aspirando.

Dzongsar Khyentse Rinpoche, 2018. Site oficial de Rinpoche no Brasil.


Tradução por Padma Dorje, sem autorização ou verificação da Siddharta's Intent Brasil, no mesmo ano.


makara

O Guru Bebe Cachaça?

A devoção ao professor é a quintessência do caminho Vajrayana. O professor pode usar – e vai usar – todos os meios possíveis para nos acordar. Desse modo, é uma relação que exige muito de cada um e que nos leva a abrir mão de nossas crenças e expectativas mais profundas. // Dzongsar Khyentse Rinpoche aborda alguns dos aspectos menos compreendidos dessa relação poderosa e oferece conselhos para que possamos aproveitar ao máximo essa preciosa oportunidade de transformação. Por meio de histórias e exemplos clássicos, Rinpoche nos mostra como trilhar o caminho com olhos bem abertos e com capacidade crítica aguçada, além de bem equipados para analisar o guru antes de ingressarmos nessa jornada.
tzal.org

A verdade é difícil de engolir

A vida não é nada além de um fluxo contínuo de ilusões sensoriais, das mais óbvias, tais como fama e poder, àquelas mais difíceis de discernir, como a morte, narizes sangrando e dores de cabeça. Tragicamente, porém, a maior parte dos seres humanos acredita no que vê, e assim a verdade que o Buda expôs sobre a natureza ilusória da vida pode ser um pouco difícil de engolir. ~ Dzongsar Khyentse Rinpoche
tzal.org

Além do Certo e do Errado

Pema Chodron é uma monja estadunidense da linhagem Kagyu do Budismo Tibetano, e é diretora da Abadia Gampo, em Cape Breton, Nova Scotia. Foi aluna do falecido Chogyam Trungpa Rinpoche e em 1974 recebeu ordenação como noviça de Sua Santidade Gyalwa Karmapa. A editora Helen Tworkov conduziu esta entrevista para a Tricycle em Nova Scotia em Junho de 1993.
tzal.org

Iluminação? Depois do Futebol

Sobre Dzongsar Khyentse Rinpoche, publicado na Revista Radar em 2003



Se você vê mérito nos tópicos tratados, divulgue — comente e partilhe nas redes sociais. É uma prática de generosidade que ajuda na minha própria prática de generosidade de produzir e disponibilizar esse conteúdo. Outras formas de ajudar.
tzal.org é produzido por
Padma Dorje.

e-mail

boletim informativo

Tendrel: conexões auspiciosas
canal no YouTube




Banco do Brasil (001)
ag 3.240-9 cc 123.017-4



Sugestões de patronagem recorrente (mensal):








todo conteúdo, design e programação por Eduardo Pinheiro, 2003-2019
(exceto onde esteja explicitamente indicado de outra forma)
Licença Creative CommonsEste obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Por favor, quando divulgar algo deste site, evite copiar o conteúdo todo de um texto; escolha um trecho de um ou dois parágrafos e coloque um link. O material aqui é revisado constantemente, e páginas repetidas na internet perdem ranking perante o Google (a sua e a minha).

https://tzal.org/aspiracao/