contain  multitudes  •  por  Padma  Dorje  •  fundado  em  2003
contain  multitudes
Incontinência/acrasia e a questão da ênfase de nossa sociedade na suposta “liberdade” individual.Papo de Homem

A propaganda da liberdade

Incontinência/acrasia e a questão da ênfase de nossa sociedade na suposta “liberdade” individual.
Dificilmente alguém pensaria num trauma sob o aspecto de saudade ou nostalgia, a não ser que tempo suficiente tenha passado.Papo de Homem

Nostalgia Nuclear

Dificilmente alguém pensaria num trauma sob o aspecto de saudade ou nostalgia, a não ser que tempo suficiente tenha passado.
Se por um lado nos horrorizamos perante o aprendizado de uma criança que nasceu depois das redes sociais vai ter que ter com o uso sempre público de sua imagem, com a urgência do desenvolvimento de critérios do que postar ou não – porque fica tudo registrado para sempre, e tudo pode servir para embaraçar, não empregar, julgar de todas as formas enfim – por outro lado isso não recuperaria exatamente um certo tipo de consciência moral pública que perdemos em certa medida com a morte de Deus?Papo de Homem

Deus está vivo nas fibras óticas

Se por um lado nos horrorizamos perante o aprendizado de uma criança que nasceu depois das redes sociais vai ter que ter com o uso sempre público de sua imagem, com a urgência do desenvolvimento de critérios do que postar ou não – porque fica tudo registrado para sempre, e tudo pode servir para embaraçar, não empregar, julgar de todas as formas enfim – por outro lado isso não recuperaria exatamente um certo tipo de consciência moral pública que perdemos em certa medida com a morte de Deus?
Você já parou para refletir sobre o que é uma “dependência de empregada”? Em certo sentido, talvez seja um exagero comparar um assalariado que mora no local de trabalho por conveniência a um regime de escravidão. Por outro lado, talvez a comparação seja interessante.Papo de Homem

Meu apartamento tem senzala

Você já parou para refletir sobre o que é uma “dependência de empregada”? Em certo sentido, talvez seja um exagero comparar um assalariado que mora no local de trabalho por conveniência a um regime de escravidão. Por outro lado, talvez a comparação seja interessante.
Quando cursei filosofia, meu interesse se voltou para os comentários de Kierkegaard sobre a ironia Socrática. O que me interessava na ideia de uma ação filosófica como primeiramente irônica vinha de uma experiência pessoal, em vários âmbitos, onde eu frequentemente percebia uma assimetria abismal entre duas pessoas tentando se comunicar.Papo de Homem

Ironia rasteira e ironia trágica

Quando cursei filosofia, meu interesse se voltou para os comentários de Kierkegaard sobre a ironia Socrática. O que me interessava na ideia de uma ação filosófica como primeiramente irônica vinha de uma experiência pessoal, em vários âmbitos, onde eu frequentemente percebia uma assimetria abismal entre duas pessoas tentando se comunicar.
Embora tenha cursado o ensino fundamental numa tradicional escola católica de Porto Alegre, nunca cheguei a me considerar cristão. Aqui comento 5 filmes sobre Jesus dessa perspectiva inusitada.Papo de Homem

5 filmes sobre Jesus Cristo

Embora tenha cursado o ensino fundamental numa tradicional escola católica de Porto Alegre, nunca cheguei a me considerar cristão. Aqui comento 5 filmes sobre Jesus dessa perspectiva inusitada.
O conundrum de Borges em meio a uma louvaminha do autor.Papo de Homem

Borges, autor de Borges

O conundrum de Borges em meio a uma louvaminha do autor.
Mas qual seria a diferença entre a big data e os processos de análise usuais, senão maior quantidade e talvez velocidade? Não será esse termo apenas mais uma buzzword do mundo da tecnologia que se mostra vacuosa após um período intenso de uso?Papo de Homem

Big Data: a análise monstra de um oceano de dados

Mas qual seria a diferença entre a big data e os processos de análise usuais, senão maior quantidade e talvez velocidade? Não será esse termo apenas mais uma buzzword do mundo da tecnologia que se mostra vacuosa após um período intenso de uso?
Whorfismo? Relatividade linguística? Será que quem fala chinês pensa estruturalmente diferente de quem fala espanhol? A língua que falamos altera a estrutura de nosso pensamento? Os altos e baixos da teoria da relatividade linguística, entrando em algumas conexões inusitadas com filosofia e literatura. (Esses seriam temas que eu poderia explorar se não ficasse doidinhando no Joyce e no Wittgenstein, de novo.)Papo de Homem

Pega aí, pós-modernidade do relativismo linguístico

Whorfismo? Relatividade linguística? Será que quem fala chinês pensa estruturalmente diferente de quem fala espanhol? A língua que falamos altera a estrutura de nosso pensamento? Os altos e baixos da teoria da relatividade linguística, entrando em algumas conexões inusitadas com filosofia e literatura. (Esses seriam temas que eu poderia explorar se não ficasse doidinhando no Joyce e no Wittgenstein, de novo.)
Depois de escrever sobre economia da atenção e algumas questões pontuais de estética (ironia, elitismo, epifanias, a cultura da autoajuda) neste texto as duas áreas são combinadas.Papo de Homem

Bom gosto, o que é e por que desenvolver

Depois de escrever sobre economia da atenção e algumas questões pontuais de estética (ironia, elitismo, epifanias, a cultura da autoajuda) neste texto as duas áreas são combinadas.
O que quer dizer que somos iguais, homem e mulher, árabe e polonês? O que nos faz diferentes e o que essa diferença significa?Papo de Homem

Incomensurabilidade e diferença

O que quer dizer que somos iguais, homem e mulher, árabe e polonês? O que nos faz diferentes e o que essa diferença significa?
Reflexão sobre cultura da obsolescência, wabi-sabi, e as dimensões éticas e estéticas da imperfeição como um valor ético/estético.Papo de Homem

Imperfeição como adorno da perfeição

Reflexão sobre cultura da obsolescência, wabi-sabi, e as dimensões éticas e estéticas da imperfeição como um valor ético/estético.
Um valor ambíguo, que talvez possa ser incrementado. E que mesmo assim não é livre de problemas.Papo de Homem

22 artigos que podem incrementar sua inteligência

Um valor ambíguo, que talvez possa ser incrementado. E que mesmo assim não é livre de problemas.
Pegue um grande erudito ocidental, digamos Umberto Eco, o que ele sabia sobre a Ásia era mais ou menos equivalente ao que você sabe. Talvez ele apenas desconfiasse mais da vastidão da coisa. E sim, isto é um etnocentrismo cavalar.Papo de Homem

Etnocentrismo cavalar: não sabemos nada sobre a Ásia

Pegue um grande erudito ocidental, digamos Umberto Eco, o que ele sabia sobre a Ásia era mais ou menos equivalente ao que você sabe. Talvez ele apenas desconfiasse mais da vastidão da coisa. E sim, isto é um etnocentrismo cavalar.
Uma análise crítica do fenômeno pós-moderno do “desenvolvimento pessoal” como indústria e objeto de consumo.Papo de Homem

Autoajuda quem?

Uma análise crítica do fenômeno pós-moderno do “desenvolvimento pessoal” como indústria e objeto de consumo.
Tem gente que ainda acha que o aumento crescente da desigualdade não é um problema a ser solucionado. Gente que é Mané, claro.Papo de Homem

Desigualdade, Mané

Tem gente que ainda acha que o aumento crescente da desigualdade não é um problema a ser solucionado. Gente que é Mané, claro.
A sujeira humana superestilizada do noir e porque ela nos atrai.Papo de Homem

O cinzeiro sujo da alma: uma reflexão sobre o noir

A sujeira humana superestilizada do noir e porque ela nos atrai.
O “paradoxo do hedonismo” é descrito como o fato de que a busca pelo prazer, não é em si, fonte de prazer. A sociedade moderna com sua propaganda incessante tornam o consumo um ciclo vicioso, e um exemplo disso, com o consumo mais conspícuo de todos, é O Comedor de Ópio, de Thomas De Quincey.Papo de Homem

Glamourização do hedonismo

O “paradoxo do hedonismo” é descrito como o fato de que a busca pelo prazer, não é em si, fonte de prazer. A sociedade moderna com sua propaganda incessante tornam o consumo um ciclo vicioso, e um exemplo disso, com o consumo mais conspícuo de todos, é O Comedor de Ópio, de Thomas De Quincey.
Precisaremos ainda algumas décadas para analisar com imparcialidade as mudanças que ocorreram entre 1980 e 2010. A tecnologia da informação causou tantos impactos num período tão curto que todos nos sentimos ligeiramente perdidos quanto a esta ou aquela tendência, enquanto elas se sobrepõem ou contrapõem em rápida sucessão.Papo de Homem

Deficientes tecnológicos

Precisaremos ainda algumas décadas para analisar com imparcialidade as mudanças que ocorreram entre 1980 e 2010. A tecnologia da informação causou tantos impactos num período tão curto que todos nos sentimos ligeiramente perdidos quanto a esta ou aquela tendência, enquanto elas se sobrepõem ou contrapõem em rápida sucessão.
A sátira no Brasil morreu com Machado de Assis.Papo de Homem

Cadê a sátira?

A sátira no Brasil morreu com Machado de Assis.
Será que a natureza nos ensina algo? Não teríamos substituido a confiança em Deus pelas interpretações biológicas, muitas vezes com viezes ideológicos? O que podemos aprender com a história do darwinismo?Papo de Homem

Epigenética: além da competição por recursos

Será que a natureza nos ensina algo? Não teríamos substituido a confiança em Deus pelas interpretações biológicas, muitas vezes com viezes ideológicos? O que podemos aprender com a história do darwinismo?
O que é exatamente a Democracia Direta Eletrônica? Quais as vantagens e desvantagens de eliminar, em parte ou totalmente, o sistema de representação política?Papo de Homem

Direta já: e se realmente colocássemos a mão na política?

O que é exatamente a Democracia Direta Eletrônica? Quais as vantagens e desvantagens de eliminar, em parte ou totalmente, o sistema de representação política?
Resenha de alguns sitcoms e programas de quadros humorísticos ingleses.Papo de Homem

8 séries da comédia na TV britânica

Resenha de alguns sitcoms e programas de quadros humorísticos ingleses.
A BBC, como veículo de estado, e um estado com o maior histórico colonialista já visto, curiosamente persiste provocadora. Adam Curtis é o maior expoente da geração atual de documentaristas ingleses.Papo de Homem

Adam Curtis: dois documentários imprescindíveis

A BBC, como veículo de estado, e um estado com o maior histórico colonialista já visto, curiosamente persiste provocadora. Adam Curtis é o maior expoente da geração atual de documentaristas ingleses.
Como a independência do transcendentalismo foi cooptada como produto e vendida como parte do american way of life.Papo de Homem

Easy Rider: o espírito independente do transcendentalismo

Como a independência do transcendentalismo foi cooptada como produto e vendida como parte do american way of life.
Você com certeza já se deparou com aquele defensor do vinil, dos amplificadores valvulados, com aquele crítico do som digital, mas será que é assim mesmo? Qual o fundamento para a preferência de um ou outro formato? Qual é objetivamente melhor?Papo de Homem

Som: entre a fidelidade e a nostalgia

Você com certeza já se deparou com aquele defensor do vinil, dos amplificadores valvulados, com aquele crítico do som digital, mas será que é assim mesmo? Qual o fundamento para a preferência de um ou outro formato? Qual é objetivamente melhor?
Sobre a relação de via dupla da psicanálise com a arte, e algum comentário sobre a não relevância da psicanálise hoje.Papo de Homem

Arte e psicanálise, a cultura molestada por Freud

Sobre a relação de via dupla da psicanálise com a arte, e algum comentário sobre a não relevância da psicanálise hoje.
Uma série de pegadinhas sobre a dicotomia analítico/continental.Papo de Homem

Filosofia de mesa de bar

Uma série de pegadinhas sobre a dicotomia analítico/continental.
Mais uma descoberta interior, uma revelação inusitada sobre nossa condição, uma comparação espertinha entre âmbitos tremendamente diversos que pareça iluminar nosso cotidiano de sentido profundo? Ou apenas mais um fast food de autoajuda hipster?Papo de Homem

Viciados em epifanias

Mais uma descoberta interior, uma revelação inusitada sobre nossa condição, uma comparação espertinha entre âmbitos tremendamente diversos que pareça iluminar nosso cotidiano de sentido profundo? Ou apenas mais um fast food de autoajuda hipster?
Uma bobagem de autoajuda que escrevi quando estava passando meio mal e já tinha postergado o prazo de entrega vários dias.Papo de Homem

O erro como possibilidade

Uma bobagem de autoajuda que escrevi quando estava passando meio mal e já tinha postergado o prazo de entrega vários dias.



Se você vê mérito nos tópicos tratados, divulgue -- comente e partilhe nas redes sociais. É uma prática de generosidade que ajuda na minha própria prática de generosidade de produzir e disponibilizar esse conteúdo. Outras formas de ajudar.


Tigela de esmolas para contribuições.

Ajude tzal.org (contribuições mensais):

• PayPal, em qualquer valor acima de 10 reais

• Stripe, 30 reais por mês

• Mercado pago, contribuição mensal de qualquer valor.


Para contribuição única:

• Pelo PIX

• PayPal

• Stripe

• Mercado Pago



todo conteúdo, design e programação por Eduardo Pinheiro, 2003-2024
(exceto onde esteja explicitamente indicado de outra forma)

Esta obra é licenciada em termos da CC BY-NC-ND 4.0 Creative Commons. Atribuição. Não comercial. Sem derivações.



Por favor, quando divulgar algo deste site, evite copiar o conteúdo todo de um texto; escolha um trecho de um ou dois parágrafos e coloque um link. O material aqui é revisado constantemente, e páginas repetidas na internet perdem ranking perante o Google (a sua e a minha).