contain  multitudes
budismosobre mimtraduçãoartigoslivrosmúsicapatronagemagendamapa do site
Home > Budismo > Traduções > Oração de Aspiração do Caminho do Meio

Oração de Aspiração do Caminho do Meio

por Khenchen Shenga

Luzes guias deste mundo, glórias culminantes do clã dos Sakyas,
Mais eminentes herdeiros do Buda, preciosos tesouros de sabedoria,
Sucessores destes ensinamentos, nobre Nagarjuna e seus filhos espirituais,
Prostro-me a vocês todos, supremos entre todos os guias dos seres sencientes!

Buddhapalita, você que realizou o Caminho do Meio além dos extremos,
Mestre das ações iluminadas dos bodisatvas, Shantideva,
Detentor da grande tradição da Prasangika, Chandrakirti,
Respeitosamente curvo-me perante vocês — pensem em mim com grande compaixão!

Deste dia em diante, através de todas as minhas vidas futuras,
Possa eu ter as liberdades e vantagens e encontrar os ensinamentos dos budas.
Aceito por um autêntico professor espiritual,
Possa eu servi-lo bem, com todos os três tipos de fé!

Tendo recebido completamente as instruções de meu guia nobre e supremo,
No sentido definitivo que é a intenção dos sutras mais profundos,
Possa eu alcançar certeza definitiva através dos três tipos de sabedoria,
E obter a convicção de alguém que confia no darma!

Tomando a fé e a grande compaixão como a base do caminho,
E nunca esquecendo as Três Joias, os objetos de meu refúgio,
Possa eu embarcar completamente no caminho do mahayana,
E gerar uma mente de bodhichita livre de qualquer embaraço!

Com a disposição corajosa de sacrificar até mesmo a vida ou um membro,
Possa eu entregar aos outros tudo que possuo e o tenho dentro de mim,
E, resguardando meu fluxo mental com a mais pura disciplina moral,
Possa eu nunca me desviar das fronteiras estabelecidas por meus votos!

Reconhecendo os que me prejudicam como iguais a um tesouro de valor incomensurável,
Possa eu honrá-los todos com uma mente de alegria e grande respeito,
E sempre, em todas minhas vidas subsequentes, possa eu confiar
Nessa maravilhosa conduta nascida de um bom coração!

O absoluto naturalmente puro, que é a natureza básica da realidade,
É completamente além de conceitos tais como 'é' e 'não é'.
Possa meu fracasso em compreender e as ideias falsas serem dissipados,
De forma que eu veja a verdadeira natureza de todas as coisas diretamente.

Possa eu ir além dos quatro extremos de uma mente equivocada:
Apegar-se a ideias falsas de existência e ausência — e ambas ou nenhuma,
E possa eu vir a reconhecer o genuíno enfoque do Caminho do Meio,
Assim como ele foi ensinado por todos os sábios e grandiosos mestres!

Todas as coisas externas e internas estão além do surgimento de si mesmas,
de alguma outra coisa, de ambos ou de não terem causa alguma.
Possa eu, dentre esses fenômenos que o mundo acredita serem completamente reais,
adotar ou evitar o que quer que surja, de forma adequada.

Possa eu abandonar todas as concepções falsas de um "eu",
Pensando que ele é o mesmo que os agregados, diferente deles, e assim por diante,
E através do raciocínio em sete etapas da carruagem,
Possa eu obter certeza de que nada mais é do que uma mera imputação dependente!

Todas as coisas conhecíveis sempre foram vazias de essência independente.
Possa eu agora eliminar completamente a dor dos pensamentos conceituais,
Com seus modos de perceber que obscurecem a realidade genuína,
Pensando, por exemplo, que as coisas se mantém para sempre, ou mesmo que persistem por um tempo.

Possa eu manifestar minha própria natureza verdadeira, cujo significado excelente,
Retratado em exemplos tais como ouro em uma pedra, ou lamparina dentro de um vaso,
Está de acordo com a visão do nobre e glorioso senhor Nagarjuna,
E possa eu completar todos os estágios e caminhos para atingir o darmakaya!

Então que eu possa me manifestar incessantemente em muitos bilhões de emanações,
Para todos os herdeiros do Buda através dos mais longínquos cantos do espaço,
E para infinitos oceanos de seres de todos os tipos, inferiores e superiores,
Guiando a cada um deles de acordo com suas capacidades!

De agora até que eu atinja este nível perfeito de realização,
Que em todas as minhas vidas possa eu entender e habilmente ensinar aos outros,
O sentido do Caminho do Meio além de todos os extremos,
E me tornar igual aos gloriosos Nagarjuna e Aryadeva!


Eu, o monge mendicante Shenpen, fiz essa oração de aspiração ligada às fontes de virtude, de forma que, nessa e em todas minhas vidas futuras, possa ser detentor da impecável tradição textual do nobre Nagarjuna e seus herdeiros espirituais, e ensiná-la a outros.

Possa tudo ser virtuoso!

Traduzido do tibetano por Adam, traduzido ao português por Padma Dorje em 23 de setembro de 2007.




Some content is available in English.

Se você vê mérito nos tópicos tratados, divulgue — comente e partilhe nas redes sociais. É uma prática de generosidade que ajuda na minha própria prática de generosidade de produzir e disponibilizar esse conteúdo. Outras formas de ajudar.



Ao clicar no curtir/like acima você curte o site todo, para curtir o conteúdo especifico, procure pelo botão ao final do texto.



autor

tzal.org é produzido por Padma Dorje.

e-mail

@pdorje on twitter

perfil no Facebook







patronagem


Banco do Brasil (001)
ag 3.252-2 cc 23.017-0


Banrisul (041)
ag 0100 cc 35.220.185.0-6



direitos
todo conteúdo, design e programação por Eduardo Pinheiro, 2003-2017 (exceto onde esteja explicitamente indicado de outra forma)
Licença Creative Commons

Esta obra é licenciada com a Creative Commons Atribuição: Uso não comercial, compartilhamento pela mesma licença 3.0 Unported License

Por favor, quando divulgar algo deste site, evite copiar o conteúdo todo de um texto; escolha um trecho de um ou dois parágrafos e coloque um link. O material aqui é revisado constantemente, e páginas repetidas na internet perdem ranking perante o Google (a sua e a minha).