contain  multitudes  •  por  Padma  Dorje  •  fundado  em  2003
contain  multitudes
Home > Budismo > Artigos > Lista das paramitas e algumas considerações sobre tradução

Lista das paramitas e algumas considerações sobre tradução

As seis perfeições são geralmente listadas como generosidade, disciplina, paciência, perseverança, concentração e sabedoria.

Algumas vezes se troca disciplina por "ética", "disciplina ética". ou mesmo "moralidade". E algumas vezes se troca "perseverança" por "perseverança jubilosa", ou "diligência".

Minha sugestão é generosidade, compostura, serenidade, empenho, meditação e sabedoria. Uma versão alternativa seria generosidade, continência, mansidão, entusiasmo, meditação e sabedoria.

Eu até trocaria generosidade por "abertura", mas ficaria muito nova era, e o termo dana tem uma conotação bem material de generosidade também, que "abertura" não necessariamente possui.

"Disciplina" tem uma conotação negativa de simples obediência ou ordem. "Ética" e "moralidade" (que são a mesma coisa para a maioria dos filósofos) têm conotações complexas demais para algo que deve ser mais simples — por um lado, é o sistema ético budista, como estabelecido no vinaya, e por outro lado, é algo mais natural, como o simples "não prejudicar". Sila é "se portar bem", não prejudicar os outros e a si mesmo. "Compostura" pode ter uma conotação de apenas parecer se portar bem, mas no fundo é se portar bem, ponto. "Continência" é talvez ainda melhor, porque é se portar criteriosamente, e não de qualquer jeito — embora em alguns casos seja entendível como pura "abstinência", o que é relativamente válido.

"Paciência" tem uma conotação, às vezes, de simplesmente aturar. Aturar é muito "serenity now" (esta é uma referência ao episódio da série Seinfeld, em que um personagem usa uma técnica terapêutica de repetir, para si mesmo essa frase: "serenidade agora", mas cada vez que a expressa, expressa com mais raiva, mostrando que o oposto de serenidade é invocado pelo termo) — a prática budista no entanto, é não cair numa perspectiva de simplesmente aguentar, mas efetivamente não se perturbar. "Imperturbabilidade" é outro termo para "paz" ou shanti. Mas "serenidade" está ótimo.

Virya é o mais difícil. Virya tem um aspecto de gostar de fazer esforço, e não parece haver nenhuma palavra onde esse prazer de se esforçar esteja claro, daí o uso de composições como "perseverança jubilosa", que são meio esquisitas. "Empenho" é o que mais se aproxima, no meu ver ("grande disposição, interesse, afinco, insistência obstinada, pertinácia, tenacidade"). Da antonímia de "desleixo", podemos ter as seguintes opções: afã, aplicação, ardor, dedicação, desvelo, devoção, devotamento, entusiasmo, fervor e paixão.

O espectro semântico de dhyana é maior que "concentração" e menor que "meditação" ("concentração" querendo dizer algo específico demais, "meditação" algo geral demais), mas "meditação" acaba sendo uma escolha mais neutra, querendo dizer em particular um cultivo formal de absorções meditativas.


YouTube

Qual o sentido do termo ‘darma’?

O ensinamento, fenômeno, coisa, método, lei, costume, o que está de acordo com a vontade de deus? Qual a definição própria do budismo?
YouTube

Por que há tantas tradições budistas?

Será que é uma questão de distorção do que o Buda ensinou? Ou o Buda ensinou mesmo em termos de variedade? Que inúmeras formas de classificar os ensinamentos que surgiram com o tempo? Qual a utilidade disso? Como determinar qual a tradição que é melhor para você?
YouTube

Impermanência e Natureza de Buda

As deidades budistas são impermanentes? As qualidades do Buda são impermanentes?
tzal.org

Buda Rebelde: minha experiência de tradução
do livro e algo sobre as quatro confianças

A Editora Lúcida Letra me convidou para escrever algumas palavras sobre um ensinamento contido na pág. 168 do livro, “As Quatro Confianças”.

• Budismo

Artigos

A Pseudo-espiritualidade do Rudra “Osho”

Acumulando Méritos

Artigos sobre budismo em outros websites

Ausência de eu, identidade e interdependência

Bodisatva Petralha

Buda Rebelde: minha experiência de tradução do livro e algo sobre as quatro confianças

Budismo e Palavras Carregadas

Budismo e Segredo

Budismo e jogos

Budista de direita é fajuto

Citações budistas curtas

Conversa sobre sectarismos e conceptualização

Delusão: como a mente se engana

Distorções Comuns

Estratégias Tabajara da McMindfulness

Força própria vs. força do outro

Fé e inserção do budismo tibetano no mundo moderno

Iluminação? Depois do Futebol

Lista das paramitas e algumas considerações sobre tradução

Mal tocou no gelo e já se acha geladeira

No que depositar confiança?

Notas sobre o Encontro Ocidente e Oriente na PUC-RS

O Pseudo-budismo do Rudra “Osho”

O Triste Caso de Nellson Ribeiro (“Padma Querido”)

O que é “realização” no budismo?

O sentido do termo “reificar”

O uso do termo “oriental”: o politicamente correto e o budismo

O “problema difícil” e o budismo

Peculiaridade e Vazio

Por que a experiência é superior à inferência?

Por que o darma não é relativista

Prostrações

Qual o problema com Alan Watts?

Recomendações de livros sobre budismo

Recomendações para quem quer iniciar no budismo

Renúncia, compaixão e visão pura

Sobre o Madhyantavibhanga de Maitreya

Sugestão de Termo: “Nontologia”

Taxonomias do Darma do Buda

Uma Definição de Budismo

Uma Resposta sobre Nichiren

Viver o Momento

“A mente cria tudo”? Não como você pensa

Perguntas & Respostas




Se você vê mérito nos tópicos tratados, divulgue — comente e partilhe nas redes sociais. É uma prática de generosidade que ajuda na minha própria prática de generosidade de produzir e disponibilizar esse conteúdo. Outras formas de ajudar.
tzal.org é produzido por
Padma Dorje.

e-mail

boletim informativo

Tendrel: conexões auspiciosas
canal no YouTube




Banco do Brasil (001)
ag 3.240-9 cc 123.017-4



Sugestões de patronagem recorrente (mensal):








todo conteúdo, design e programação por Eduardo Pinheiro, 2003-2018
(exceto onde esteja explicitamente indicado de outra forma)
Licença Creative CommonsEste obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Por favor, quando divulgar algo deste site, evite copiar o conteúdo todo de um texto; escolha um trecho de um ou dois parágrafos e coloque um link. O material aqui é revisado constantemente, e páginas repetidas na internet perdem ranking perante o Google (a sua e a minha).

https://tzal.org/lista-das-paramitas-e-algumas-consideracoes-sobre-traducao/