contain  multitudes  •  por  Padma  Dorje  •  fundado  em  2003
contain  multitudes
Não identificar os cinco agregados com a imputação de um eu não é a mesma coisa que reconhecer a vacuidade dos agregados.tzal.org

Um gole do espaço

Não identificar os cinco agregados com a imputação de um eu não é a mesma coisa que reconhecer a vacuidade dos agregados.
O que Buda e Wittgenstein têm em comum? Uma breve comparação da noção de vacuidade como exposta pela prasangika madhyamaka e o segundo Wittgenstein.Buda Virtual

Filosofia da linguagem e vacuidade

O que Buda e Wittgenstein têm em comum? Uma breve comparação da noção de vacuidade como exposta pela prasangika madhyamaka e o segundo Wittgenstein.
Por que a escola Caminho do Meio diz que o eu não possui sequer uma existência relativa, mas é uma convencionalidade inválida?tzal.org

O conceito de ausência de eu

Por que a escola Caminho do Meio diz que o eu não possui sequer uma existência relativa, mas é uma convencionalidade inválida?
Ausência de eu é o mesmo que vacuidade? No que diferem, no que são a mesma coisa?tzal.org

A crença e apego ao eu como base do sofrimento

Ausência de eu é o mesmo que vacuidade? No que diferem, no que são a mesma coisa?
Alguns budistas na internet afirmam que o eu existe de forma relativa. Como escapar dessa ideia absurda?tzal.org

O eu não tem nenhum tipo de existência

Alguns budistas na internet afirmam que o eu existe de forma relativa. Como escapar dessa ideia absurda?
Ao realizar a ausência de eu, já que se realiza a vacuidade de uma coisa, não seria natural simplesmente realizar a vacuidade de todas as outras coisas?tzal.org

Se vale tudo, não vale nada

Ao realizar a ausência de eu, já que se realiza a vacuidade de uma coisa, não seria natural simplesmente realizar a vacuidade de todas as outras coisas?
Mas e se eu criar uma identidade budista, meu “eu budista” não vai me impedir de me iluminar? A preocupação com as rodinhas de treinamento da bicicleta.tzal.org

Identidade budista

Mas e se eu criar uma identidade budista, meu “eu budista” não vai me impedir de me iluminar? A preocupação com as rodinhas de treinamento da bicicleta.
Dois tipos de vacuidade e refutação da existência inerente dos agregados, um grosseiro, e um sutil.tzal.org

Arhats e bodisatvas

Dois tipos de vacuidade e refutação da existência inerente dos agregados, um grosseiro, e um sutil.
Algumas pessoas, erroneamente, pensam que o materialismo de Daniel Dennett e outros é compatível com a visão de não eu (e de não dualidade!) do budismo. Não poderiam estar mais errados.tzal.org

Ausência de eu materialista

Algumas pessoas, erroneamente, pensam que o materialismo de Daniel Dennett e outros é compatível com a visão de não eu (e de não dualidade!) do budismo. Não poderiam estar mais errados.
Embora seja contraintuitivo para o pensamento convencional, a explicação budista é a de que o renascimento apenas é possível exatamente porque nunca existiu um “eu”.tzal.org

Renascimento e não eu

Embora seja contraintuitivo para o pensamento convencional, a explicação budista é a de que o renascimento apenas é possível exatamente porque nunca existiu um “eu”.
Para atingir o reconhecimento completo da vacuidade, qual é o caminho mais rápido? O shravakayana, o mahayana ou o vajrayana?tzal.org

10 mil éons perdido no nirvana

Para atingir o reconhecimento completo da vacuidade, qual é o caminho mais rápido? O shravakayana, o mahayana ou o vajrayana?
Segundo o mahayana, o Buda ensinou dois veículos inferiores para seres sem a coragem e capacidades necessárias para a prática do mahayana. Como esses seres chegam enfim a iluminação final, se tais veículos não produzem a realização completa?tzal.org

Veículos dos ouvintes e dos solitários

Segundo o mahayana, o Buda ensinou dois veículos inferiores para seres sem a coragem e capacidades necessárias para a prática do mahayana. Como esses seres chegam enfim a iluminação final, se tais veículos não produzem a realização completa?
Se, como no meu video sobre se “O Buda Existiu?” foi afirmado, a madhyamaka não afirma nem nega a mente, ela afirma ou nega renascimento ou continuidade?tzal.org

Continuidade, não eu, renascimento e madhyamaka

Se, como no meu video sobre se “O Buda Existiu?” foi afirmado, a madhyamaka não afirma nem nega a mente, ela afirma ou nega renascimento ou continuidade?
Como o budismo coaduna as ideias de renascimento e inexistência de um eu?tzal.org

Ausência de eu, identidade e interdependência

Como o budismo coaduna as ideias de renascimento e inexistência de um eu?
Quando falamos em Caminho do Meio no contexto budista, podemos estar nos referindo a várias coisas. Neste texto examino aspectos da polêmica budista em torno de extremos filosóficos e como lidar com eles.Buda Virtual

Eternalismo, niilismo e outros extremos

Quando falamos em Caminho do Meio no contexto budista, podemos estar nos referindo a várias coisas. Neste texto examino aspectos da polêmica budista em torno de extremos filosóficos e como lidar com eles.
Muitas perguntas comuns sobre ausência de eu não levam em consideração contextos básicos.Muitas perguntas comuns sobre ausência de eu não levam em consideração contextos básicos.tzal.org

Quem falou em ausência de eu?

Muitas perguntas comuns sobre ausência de eu não levam em consideração contextos básicos.Muitas perguntas comuns sobre ausência de eu não levam em consideração contextos básicos.
A ideia de renascimento é um mero aspecto cultural do budismo, ou é algo crucial ao entendimento e prática dos ensinamentos?Buda Virtual

Existe budismo sem renascimento?

A ideia de renascimento é um mero aspecto cultural do budismo, ou é algo crucial ao entendimento e prática dos ensinamentos?
Refazemos o caminho de 4.2.2.2.2.4.1.4 com o comentário de Troshul Jamdor, que examina como os diversos veículos (aceitos pelo oponente) justificam a visão do pináculo da nyingma.tzal.org

Ouro fino

Refazemos o caminho de 4.2.2.2.2.4.1.4 com o comentário de Troshul Jamdor, que examina como os diversos veículos (aceitos pelo oponente) justificam a visão do pináculo da nyingma.
Saber que o eu não se aplica aos agregados não é a mesma coisa que reconhecer a vacuidade dos agregados. Reconhecer a vacuidade dos agregados, porém, implica saber que o eu não pode se aplicar aos agregados.tzal.org

Estabelecendo o veículo único

Saber que o eu não se aplica aos agregados não é a mesma coisa que reconhecer a vacuidade dos agregados. Reconhecer a vacuidade dos agregados, porém, implica saber que o eu não pode se aplicar aos agregados.



Se você vê mérito nos tópicos tratados, divulgue -- comente e partilhe nas redes sociais. É uma prática de generosidade que ajuda na minha própria prática de generosidade de produzir e disponibilizar esse conteúdo. Outras formas de ajudar.


Tigela de esmolas para contribuições.

Ajude tzal.org (contribuições mensais):

• PayPal, em qualquer valor acima de 10 reais

• Stripe, 30 reais por mês

• Mercado pago, contribuição mensal de qualquer valor.


Para contribuição única:

• Pelo PIX

• PayPal

• Stripe

• Mercado Pago



todo conteúdo, design e programação por Eduardo Pinheiro, 2003-2024
(exceto onde esteja explicitamente indicado de outra forma)

Esta obra é licenciada em termos da CC BY-NC-ND 4.0 Creative Commons. Atribuição. Não comercial. Sem derivações.



Por favor, quando divulgar algo deste site, evite copiar o conteúdo todo de um texto; escolha um trecho de um ou dois parágrafos e coloque um link. O material aqui é revisado constantemente, e páginas repetidas na internet perdem ranking perante o Google (a sua e a minha).