contain  multitudes  •  por  Padma  Dorje  •  fundado  em  2003
contain  multitudes
Home > Budismo > Artigos > Viver o Momento

Viver o Momento

“Viver o momento”, sem mérito, é viver no samsara.
É viver um momento de merda.

“Viver o momento”, sem inteligência, é viver como um animal.
É viver leitura de autoajuda de baixa qualidade, tal como Eckhart Tolle.

“Viver o momento”, fixado na não conceitualidade, é ser uma pedra.
É viver o romantismo zen da “não mente”, como o do fajuto D. T. Suzuki.

“Viver o momento”, como um adolescente teimoso, é apenas gerar um conceito de momento e outro conceito de vida.
É estar cheio de conceitos enquanto se guarda o conceito de ser “não conceitual”.

“Viver o momento”, como um slogan batido, é chutar um monumento sagrado.
É prostituir o Buda como lifestyle coach.

“Viver o momento”, sem sabedoria, é meditação secular.
Apenas uma pausa frívola da confusão da mente.

“Viver o momento”, sem linhagem, é só relaxamento.
Um instante de alívio que se dissipa imediatamente.

Ir além de passado, presente e futuro, e não se distrair, sem esforço, requer uma coleção imensa de mérito unido com a sabedoria, e devoção por uma linhagem pura. Não é uma meditação momentânea, nem é um cultivo deliberado.

Desembaraçado, além da noção de meditação, não se guarda conceitos arbitrários sobre momentos ou vida e morte. Estar receptivo as instruções que apontam diretamente a natureza da realidade e não ter esperança e medo é estar livre das causas e condições. Quando isso não é possível, surge a necessidade das acumulações de mérito e sabedoria.


Papo de Homem

Slavoj Žižek: Velhacaria Hipster

Sobre o charlatanismo do “Charlie Sheen da filosofia” esloveno e uma crítica pontual de suas visões sobre o budismo.
YouTube

Humanista, engajado, moderno, sem crenças?

Em que medida essas qualificações para o termo “budismo” são distorções ou elementos positivos?
tzal.org

O Triste Caso de Nellson Ribeiro
(“Padma Querido”)

Exemplo de alguém a evitar. Uma pessoa que se passa por monge budista em Pelotas.
Buda Virtual

Budismo, Soro Antifilosofídico

Sobre a relação do budismo com a academia, em particular com a filosofia e a psicologia.

• Budismo

Artigos

A Pseudo-espiritualidade do Rudra “Osho”

Acumulando Méritos

Artigos sobre budismo em outros websites

Ausência de eu, identidade e interdependência

Bodisatva Petralha

Buda Rebelde: minha experiência de tradução do livro e algo sobre as quatro confianças

Budismo e Palavras Carregadas

Budismo e Segredo

Budismo e jogos

Budista de direita é fajuto

Citações budistas curtas

Conversa sobre sectarismos e conceptualização

Delusão: como a mente se engana

Distorções Comuns

Estratégias Tabajara da McMindfulness

Força própria vs. força do outro

Fé e inserção do budismo tibetano no mundo moderno

Iluminação? Depois do Futebol

Lista das paramitas e algumas considerações sobre tradução

Mal tocou no gelo e já se acha geladeira

No que depositar confiança?

Notas sobre o Encontro Ocidente e Oriente na PUC-RS

O Pseudo-budismo do Rudra “Osho”

O Triste Caso de Nellson Ribeiro (“Padma Querido”)

O que é “realização” no budismo?

O sentido do termo “reificar”

O uso do termo “oriental”: o politicamente correto e o budismo

O “problema difícil” e o budismo

Peculiaridade e Vazio

Por que a experiência é superior à inferência?

Por que o darma não é relativista

Prostrações

Qual o problema com Alan Watts?

Recomendações de livros sobre budismo

Recomendações para quem quer iniciar no budismo

Renúncia, compaixão e visão pura

Sobre o Madhyantavibhanga de Maitreya

Sugestão de Termo: “Nontologia”

Taxonomias do Darma do Buda

Uma Definição de Budismo

Uma Resposta sobre Nichiren

Viver o Momento

“A mente cria tudo”? Não como você pensa

Perguntas & Respostas




Se você vê mérito nos tópicos tratados, divulgue — comente e partilhe nas redes sociais. É uma prática de generosidade que ajuda na minha própria prática de generosidade de produzir e disponibilizar esse conteúdo. Outras formas de ajudar.
tzal.org é produzido por
Padma Dorje.

e-mail

boletim informativo

Tendrel: conexões auspiciosas
canal no YouTube




Banco do Brasil (001)
ag 3.240-9 cc 123.017-4



Sugestões de patronagem recorrente (mensal):








todo conteúdo, design e programação por Eduardo Pinheiro, 2003-2018
(exceto onde esteja explicitamente indicado de outra forma)
Licença Creative CommonsEste obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Por favor, quando divulgar algo deste site, evite copiar o conteúdo todo de um texto; escolha um trecho de um ou dois parágrafos e coloque um link. O material aqui é revisado constantemente, e páginas repetidas na internet perdem ranking perante o Google (a sua e a minha).

https://tzal.org/viver-o-momento/