contain  multitudes  •  por  Padma  Dorje  •  fundado  em  2003
contain  multitudes
Home > Budismo > Áudio e vídeo > Tendrel > O voto de bodisatva na tradição da profundidade

O voto de bodisatva na tradição da profundidade

No budismo tibetano há duas tradições de voto de bodisatva, uma ligada a Manjushri-Nagarjuna-Padmasambhava e outra ligada a Maitreya-Asanga-Atisha. Aqui apresento os 18 votos raiz da primeira, a tradição da profundidade, que também assume que, em termos da visão, o compromisso bodisatva das duas tradições é o mesmo.

Clickbait
Os votos na tradição de Nagarjuna e Padmasambhava

São 20 ítens no total.

Dois votos gerais:

Bodicita da aspiração e bodicita da ação. Na tradição da profundidade, esses dois votos são tomados como um só.

1. O voto da bodicita da aspiração é o de atingir a iluminação com o propósito de beneficiar os outros (e não para obter liberação individual);

2. O voto da bodicita da ação é se engajar na prática das seis paramitas: generosidade, ética, paciência, perseverança, meditação e sabedoria.


Dezoito votos raiz:

As cinco quebras de acordo com a atividade de um rei

1. Roubar a propriedade das Três Joias, ou induzir outros a fazer o mesmo.

2. Repudiar um dos três veículos, ou induzir alguém a acreditar que algum deles não leva a liberação.

3. Roubar, bater, prender ou matar aqueles que vestem robes monásticos, ou forçá-los a assumir a vida leiga.

4. Cometer um dos cinco crimes com retribuição imediata (matar pai ou mãe, matar um arhat, ferir um buda e causar cisão na sangha).

5. Manter visões errôneas.


As cinco quebras de acordo com a atividade de um administrador

Causar a destruição de (1) habitações, (2) vilas, (3) cidades, (4) zonas metropolitanas e (5) regiões inteiras.


As oito quebras de acordo com a atividade de uma pessoa comum

1. Ensinar vacuidade aqueles que não estão preparados para ela, porque eles abandonarão a bodicita.

2. Conscientemente levar pessoas com uma disposição mahayana para fora do caminho mahayana.

3. Ao indiscriminadamente louvar o mahayana, levar pessoas de disposição hinayana a abandonarem seus votos de liberação individual.

4. Manter que o caminho hinayana não erradica as aflições mentais, ou que os shravakas não possuem um caminho autêntico para a liberação.

5. Criticar abertamente bodisatvas e louvar a si próprio.

6. Falsamente afirmar que realizou a visão profunda (vacuidade).

7. Encorajar pessoas poderosas a perseguir praticantes, e secretamente se apropriar de oferendas.

8. Perturbar a prática dos meditadores ao se apropriar de seus bens, ou perturbar aqueles que estão engajados na prática de shamata com regras e regulações arbitrárias.


mp3 do podcast.

O voto de bodisatva na tradição da vastidão (o conjunto de votos da tradição complementar, com os votos e vídeo do Canal Tendrel).

Perfect conduct (livro de Dudjom Rinpoche e Padma Wangyi Gyalpo na amazon.com.br).

Eighteen root downfalls (on Rigpa Wiki, according to the profound view tradition).

Root bodhisattva vows (on Study Buddhism by Alex Berzin, according to the vast activities tradition).


Por favor, ajude o canal o assinando, curtindo os vídeos e comentando.

• Para receber informações sobre a produção de Padma Dorje, assine o boletim informativo

• Por favor ajude este site e o canal no YouTube a continuarem oferecendo conteúdo.

Lista completa de vídeos no canal tendrel, com descrição.

• Visite o Canal Tendrel no YouTube.

Contribuições e perguntas podem ser feitas por email padma.dorje@gmail.com.


tzal.org

Arya Nagarjuna

A figura mais importante no budismo depois do próprio Buda, que elevou termos como “vacuidade”, “interdependência” e “caminho do meio” ao léxico comum budista.
tzal.org

As polêmicas da vacuidade

Os pontos mais disputados da doutrina apontam as dificuldades centrais, e tratar exatamente deles nos ajuda a compreender a essência do darma.
tzal.org

Vacuidade e didática da vacuidade

De que forma o oponente se diz um proponente de consequencialismo, vacuidade intrínseca e embasado nas escrituras e no raciocínio, e se mostra um proponente do raciocínio autônomo, vacuidade extrínseca e em contradição com as escrituras e o raciocínio?
tzal.org

Reconhecer isso é maravilhoso

Não entender a vacuidade corretamente significa não produzir renúncia ou realização, bem como não praticar corretamente.




Se você vê mérito nos tópicos tratados, divulgue — comente e partilhe nas redes sociais. É uma prática de generosidade que ajuda na minha própria prática de generosidade de produzir e disponibilizar esse conteúdo. Outras formas de ajudar.


tzal.org é produzido por
Padma Dorje.

padma.dorje@gmail.com

chave PIX

boletim informativo






QR-code para fazer contribuição pelo PIX
(ou use a chave conexoesauspiciosas@gmail.com)




Ajude tzal.org (contribuições mensais):

PayPal, em qualquer valor acima de 10 reais

PagSeguro, contribuição mensal de 20 reais.

Mercado pago, contribuição mensal de qualquer valor.


Para contribuição única:

Pelo PIX

PayPal

PicPay

PagSeguro

Mercado Pago



todo conteúdo, design e programação por Eduardo Pinheiro, 2003-2021
(exceto onde esteja explicitamente indicado de outra forma)
Licença Creative CommonsEste obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Por favor, quando divulgar algo deste site, evite copiar o conteúdo todo de um texto; escolha um trecho de um ou dois parágrafos e coloque um link. O material aqui é revisado constantemente, e páginas repetidas na internet perdem ranking perante o Google (a sua e a minha).

https://tzal.org/o-voto-de-bodisatva-na-tradicao-da-profundidade/